Durante o ano de 2017, a Ordem de São Basílio Magno, celebrou em todos países onde vivem membros dessa comunidade religiosa, o jubileu dos 400 anos da sua fundação, e também a Província brasileira de São José celebrou os 120 anos da sua presença no Brasil.

No Brasil, a província basiliana, junto com o povo, participou das solenidades jubilares nas paróquias administradas por membros da Ordem:

  • Prudentópolis – PR, dia 12 de novembro de 2016 – solenidade de abertura do jubileu.
  • Ivai – PR, dia 25 de junho, festa do Sagrado Coração de Jesus ao qual é dedicada a paróquia;
  • Ponta Grossa – PR, dia 13 de agosto, onde, nessa ocasião, foi inaugurado e abençoado o iconóstase da igreja Transfiguração de Nosso Senhor;
  • Iracema, Itaiópolis, SC, dia 6 de agosto, onde aconteceu a instalação e bênção da moldura e ícone da Sagrada Família atrás do altar, a fixação de um grande cruzeiro de madeira no lugar onde a cruz antiga foi consumida pelo fogo junto com a igreja e mosteiro dos padres basilianos em 1955 e o lançamento de um livreto sobre a igreja de Iracema pelo Pe. Basílio Cembalista, OSBM.
  • Curitiba – PR (Martim Afonso), o jubileu foi celebrado no dia 17 de setembro, onde foi descerrada uma placa na parede externa da Igreja em louvor e gratidão pelo trabalho dos basilianos.
  • Prudentópolis – PR, dia 12 de novembro de 2017, conclusão solene dos festejos.

Em todas as paróquias basilianas houve  preparações do povo e dos festejos antes do evento e no dia dos festejos – celebração da liturgia de Ação de Graças e apresentação do histórico da paróquia e de suas capelas.

O encerramento do jubileu aconteceu em Prudentópolis, na paróquia de São Josafat no dia da festa do martírio de São Josafat – 12 de novembro de 2017. Antecederam o evento nove dias de preparação espiritual, de 03 até dia 11 de novembro.

A programação das novenas consistiu da celebração da Divina Liturgia (Santa Missa) às 19:30 horas (sábado e domingo às 19:00 horas), Moleben (novena) à São Josafat e palestras-reflexões de padres basilianos de Prudentópolis e Curitiba. As celebrações do moleben e as palestras foram transmitidas pela Radio FM Copas Verdes e pela página dos basilianos no facebook www.facebook.com/basilianos .

  • Dia 3 de Novembro – Celebrante: Pe. Basilio Koubetch, OSBM, chanceler da Metropolia São João Batista. Responsáveis pela celebração: Apostolado da Oração. Tema da palestra: São Basílio Magno e a vida consagrada. O Padre Basílio apresentou dados históricos sobre a vida da São Basílio e o seu grande mérito de ser o iniciador da vida monástica em comunidade. Exigiu dos monges principalmente a vida em comunidade e a prática de caridade para com todos, à exemplo dos primeiros cristãos, onde os fieis viviam unidos, permaneciam em oração, fração de pão e tudo era comum (Cf. At 2,42-47 ). São Basílio é considerado fundador da vida consagrada em comunidades,  a partir de São Basílio e da sua regra, começaram a surgir na Igreja diversas ordens e congregações religiosas de vida comum, cada uma com seu carisma.

 

  • Dia 4 de novembro  –  Celebrante: Pe. Dionísio Horbus, OSBM – Pároco da Paróquia São Josafat. Tema: 400 anos da Ordem de São Basílio.  Responsáveis pela celebração: Catequese da Paróquia. O palestrante fez um apanhando histórico sobe o nascimento da Ordem de São Basílio, a qual, seguindo a regra de São Basílio, foi fundada em 1617, por duas grandes e sacrificadas personalidades: São Josafat e Metropolita Velyamyn Rustskyj, tendo como carisma a vida contemplativa, prática da caridade e dedicação ao trabalho pastoral.

 

  • Dia 5 de novembro:  Celebrante: Pe. Antonio Zubek, OSBM, superior do Mosteiro São Josafat em Prudentópolis. Tema: Ordem Basiliana de São Josafat – 120 anos no Brasil.  Responsáveis: Equipe litúrgica de domingo à noite. O  padre apresentou um breve resumo histórico da presença dos padres basilianos no Brasil, começando com a vinda da Ucrânia do primeiro missionário Silvestre Kizema e, mais tarde, com a chegada de outros padres e irmãos basilianos a missão continuou e continua até hoje por membros já formados no Brasil.

 

  • Dia 6 de novembro: Celebrante Pe. Paulo Serbai, OSBM, chanceler da Eparquia Imaculada Conceição. Tema: Metropolita Velyamyn Rustskyj. Responsáveis: Pastoral dos Ícones e MEJ.  O celebrante apresentou o histórico do um dos fundadores da Ordem, Velyamyn Rustskyj que junto com São Josafat realizam a reforma da vida religiosa na Ucrânia, e fundaram a Ordem de São Basílio, dando assim um novo impulso à vida consagrada da época na Ucrânia.

 

  • Dia 7 de novembro:  Celebrante  Pe. Mário Marinhuk, OSBM, reitor e superior do Seminário Maior São Basílio de Curitiba. Tema: Os Padres Missionários Basilianos no Brasil. Responsáveis: Pastoral Familiar, Marianos e Irmandade dos Cossacos de Prudentópolis. O celebrante destacou os principais trabalhos pastorais dos basilianos no Brasil que, com seu trabalho organizaram a Igreja Oriental Ucraniana no Brasil, lideraram e contribuíram com seu trabalho pastoral e cultural para o seu crescimento em número de fiéis, vocações, conservação do rito e costumes culturais nas comunidades de descendentes de ucranianos.

 

  • Dia 8 de novembro: Celebrante: Pe. Teodoro Hanicz, OSBM, coordenador da Faculdade de São Basílio Magno (FASBAM), em Curitiba. Tema: Os basilianos e o martírio.  Responsáveis: Catequistas do Sagrado Coração de Jesus, Escolinha Paroquial Nossa Senhora do Patrocínio e Grupo Folclórico Vesselka. O padre pregador falou  do martírio de sangue do qual foram vítimas muitos sacerdotes basilianos quando a Ucrânia encontrava-se sob o poder do governo ateu russo que proibia terminantemente a fé católica, e o martírio branco, isto é, torturas por causa da fé, encarceramentos, exílios e diversas formas de perseguição da fé praticada pelo governo russo ateu. Vítimas do martírio de sangue e do martírio branco foram muitos cristãos, religiosas e religiosos, principalmente basilianos, que por causa da fidelidade à fé católica, foram submetidos a cruéis torturas, muitos dos quais desapareceram sem sinal, outros após torturas e cárceres foram física e mentalmente arruinados.

 

  • Dia 9 de novembro: Celebrante Dom Meron Mazur, OSBM – Eparca da Eparquia Imaculada Conceição em Prudentópolis. Tema:  Basilianos e o trabalho pastoral. Responsáveis: Coral da paróquia São Josafat. O bispo falou do grande trabalho pastoral que os sacerdotes realizaram durante toda a história em diversos países e principalmente aqui no Brasil, durante os 120 anos da sua missão neste país, onde se esforçaram em manter fé e o rito e deram grande contribuição na área cultural  dos descendentes ucranianos.

 

  • Dia 10 de novembro:  Celebrante Pe. Tarcisio Zaluski, OSBM, redator dos periódicos Missionar e Prácia. Tema: Os basilianos e a imprensa. Responsáveis: Paróquia da Catedral da Imaculada Conceição. Padre Tarcísio destacou que no trabalho pastoral e missionário, os basilianos sempre serviram-se e continuam a se servir da imprensa para o anúncio do evangelho e para a formação cultural do povo. Destacou também a importância da leitura de bons livros e revistas para se opor à imprensa laica que hoje em muitos casos vem abalando a fé e destruindo a moral do povo.

 

  • Dia 11 de novembro: Celebrante – Pe. Antônio Royk, OSBM –  Superior provincial da Ordem de São Basílio Magno no Brasil – Província de São José.  Tema: São Josafat.  Responsáveis: Irmãs Servas de Maria Imaculada (SMI).  O Padre Antônio apresentou uma breve biografia de São Josafat, sublinhando principalmente a sua nobre opção pela vida consagrada, o seu trabalho de renovador da vida  religiosa na Ucrânia, orações, penitência, bondade no tato com as pessoas na esforço de conseguir com a graça de Deus a unidade da Igreja de Cristo e o seu martírio.

 

Durante os dias de preparação,  no dia 7 de novembro, os poderes Legislativo e Executivo de Prudentópolis entregaram uma Moção de Parabenização a Ordem Basiliana de São Josafat pelas comemorações dos 400 anos de existência e pelos 120 anos de Missão Religiosa no Brasil, durante a reunião dos vereadores (leia essa notícia). Na ocasião o Pe. Elias Marinhuk, OSBM apresentou diante da câmara municipal e dos presentes uma extensa história da ordem Basiliana no Brasil. Também, no dia 11, na presença de toda comunidade do mosteiro, o prefeito Sr. Adelmo Luiz Klosowski acompanhado de autoridades municipais, entregou ao Superior Provincial Pe. Antonio Royk Sobrinho, OSBM uma placa o de homenagem e reconhecimento aos basilianos. A placa foi fixada na entrada da secretaria da paróquia.

 

Festejos do dia 12 de novembro

Dia 12 de novembro de 2017, dia de São Josafat. As celebrações começaram às 9:00 h., na praça da rodoviária, diante do cruzeiro – memorial da primeira capela construída pelos imigrantes ucranianos no Brasil,  com início (uma parte) do Moleben de Ação de Graças, presidido pelo  Metropolita Volodemer Koubetch, OSBM e Eparca Dom Meron Mazur, OSBM, concelebrado por 58 sacerdotes basilianos e também pelo pároco da Paróquia São João Batista de Prudentópolis (do rito latino). Estavam também presentes o Embaixador da Ucrânia no Brasil,  Sr. Rostyslav Tronenko, o prefeito do município Sr. Adelmo Luiz Klosowski, o prefeito da cidade de Ivaí – PR Sr. Idir Treviso e várias outras autoridades civis e religiosas.

A partir do cruzeiro-memorial começou a procissão até a igreja de São Josafat, conduzida por grande número de membros  da Irmandade dos Cossacos da paróquia de São Josafat e da Catedral Imaculada Conceição, estandartes, bandeiras das associações religiosas da paróquia, seguida pelos sacerdotes, irmãs das quatro congregações que trabalham no Brasil, Catequistas do Instituto Secular do Sagrado Coração de Jesus e os dois bispos.

Diante da Igreja, terminado o  Moleben de Ação de Graças, ouviu-se, pela voz do radialista Sr. Silvio Pastuch e da Ir. Celina Sloboda, SMI, um emocionante pronunciamento exaltando a grandeza da data, durante a qual foi encenada a chegada do primeiro basiliano Pe. Silvestre Kizema, OSBM. Em seguida fora apresentado um belo canto de saudação e agradecimento aos jubilandos, coordenado pela catequista Maria Inez Jadvizak , dirigido pelo Ir. Jonas Chupel, OSBM e executado pelas crianças da Escolinha Paroquial Nossa Senhora do Patrocínio e do coral Anjo Gabriel com o acompanhamento feito pelo Samuca. Então o presidente da comissão da paróquia o vereador Sr. Anderson Lemos dirigiu palavras de saudação e agradecimentos, seguido pela saudação feita pelo Grupo Folclórico Vesselka – grupo que foi fundado pelo bispo basiliano Dom Efraim Krevey, OSBM. O pároco Pe. Dionisio Horbus, OSBM realizou a saudação aos presentes, que foi seguida pela bênção do ícone da Mãe de Deus – o ícone que traz a relíquias de São Basílio foi escrito por ocasião do jubileu pelo artista plástico Eduardo Mourov; também foi abençoado o Memorial aos Missionários Basilianos, monumento que representa a Liturgia da Palavra e a Liturgia Eucarística. O ícone e o memorial foram idealizados pelo pároco Pe. Dionísio Horbus, OSBM.  Então o superior provincial Pe. Antonio Royk Sobrinho, OSBM dirigiu palavras de saudação e agradecimento (clique aqui para ver) e se deu  início à entrada solene na igreja São Josafat para a celebração da Divina Liturgia Pontifical, celebrada pelos dois bispos Dom Volodemer e Dom Meron, concelebrada pelos sacerdotes presentes, também com a presença de todos irmãos,  seminaristas, noviços e candidatos basilianos. A celebração foi brilhantemente cantada pelo Coral São Josafat, sob a regência da Ir. Celina Sloboda, SMI.

 

Após o almoço, no centro paroquial e nas suas dependências o povo participou da festa popular. Enquanto isso, no Clube 12 de novembro, durante o almoço, o padre secretário da província Elias Marinhuk, OSBM, leu a saudação do superior geral da Ordem de São Basílio Magno Rev. Pe. Genésio Viomar, OSBM.  Seguiu o lançamento do selo do jubileu OSBM , lançado pelos Correios e a apresentação de um documentário sobre a história da ordem e da presença dos basilianos no Brasil, preparado pelo Ir. Jonas Chupel, OSBM.

No final, o Trio Rossenka II apresentou a linda canção “Квітка душа” e o coral de São Josafat concluiu o almoço festivo com a alegre canção “Хай світить сонце” – ambos grupos sob a coordenação da Ir. Celina Sloboda, SMI.

Merecem grande reconhecimento e agradecimento os organizadores do evento: o pároco da Paróquia São Josafat Pe. Dionísio Horbus, OSBM, o presidente da comissão da Paróquia São Josafat Sr. Anderson Lemos, o Ir. Jonas Chupel, OSBM, a Irmã Celina Sloboda, SMI, as Irmãs Servas de Maria Imaculada, o Coral São Josafat, as crianças da Escolinha Paroquial Nossa Senhora do Patrocínio e do coral Anjo Gabriel, a Irmandade dos Cossacos de Prudentópolis, o Grupo Folclórico Ucraniano Vesselka, o Instituto das Catequistas do Sagrado Coração de Jesus, e tantas outras pessoas leigas e consagradas  que se engajaram na preparação e na realização do evento.

Fazemos votos que esse jubileu não consista apenas em comemorações, mas que seja um momento de reflexão e de renovação da vida consagrada na Ordem de São Basílio e no seu trabalho pastoral de evangelização e na sua contribuição na vida cultural entre os fiéis do rito Ucraniano no Brasil.

 

Pe. Tarcísio Zaluski, OSBM

Fotos: Diac. Estefano Wonsik, OSBM, Michele Noivas, Juvino Grosco e Pe. Valmor Szeremeta, OSBM.