“Nunca lhes falte o zelo; sejam fervorosos no espírito, servi ao Senhor” (Rm 12,11).

No último dia 20, domingo em que a Igreja celebra o “dia das pessoas consagradas”, aconteceu a Ordenação Diaconal do Ir. Leomar Bucouski, OSBM, pela imposição de mãos de nosso Arcebispo Metropolita, Dom Volodemer Koubetch, OSBM, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora de Curitiba/PR.

Em um dia de muita alegria para a Ordem de São Basílio Magno e para toda a Igreja Ucraniana no Brasil, Dom Volodemer aproveitou a oportunidade para, em sua homilia, contar sobre o martírio de São Lourenço (+258) – um servo fiel e diácono da Igreja, cuja memória celebramos no dia 10 de agosto. Com a história do martírio de São Lourenço, que cultivou seu bom humor até os últimos momentos, segundo a Tradição Católica, Dom Volodemer incentivou o Ir. Leomar, mais conhecido como Jhoe, a ser fiel a Cristo em sua vocação e em seu diaconato. Pois é somente por meio desta fidelidade que será possível dizer como São Paulo aos Coríntios em sua Primeira Epístola: “Maranata!”, que significa, Vem Senhor!

Após o Hino de Louvor à Santíssima Mãe de Deus, deu-se início ao Rito de Ordenação Diaconal do Ir. Leomar que foi conduzido pelo Superior Provincial da Ordem de São Basílio Magno no Brasil, Pe. Antônio Royk Sobrinho, OSBM, do centro da Igreja até o altar, fazendo três mentanías: o sinal da cruz com profunda inclinação. Em seguida, beijou o anel, o escudo e o homofórion do arcebispo, bem como os quatro cantos do altar, por três vezes. Após, o Ir. Leomar se ajoelhou diante do altar, com as mãos em forma de cruz. Neste momento, Dom Volodemer, fez a imposição das mãos e proferiu a oração de consagração, invocando o Espírito Santo sobre o Ir. Leomar, para que, por meio da graça sacramental, fosse ordenado diácono. Posteriormente, o agora Diác. Leomar, deitou-se em forma de cruz expressando total prontidão para o serviço da Igreja, enquanto o Superior Provincial rezou a Ectenia pedindo as bênçãos de Deus para o ministério do recém-ordenado diácono e o coral entoou: “Господи, помилуй”. Em seguida, o diácono recebeu as suas vestes: a dalmática, túnica usada pelos diáconos que tem como significado a sua missão específica de celebrar com a comunidade a salvação de Cristo para a humanidade; o orárion, longa faixa que fica no ombro esquerdo do diácono e representa as asas de anjo por ser o seu cargo a execução do serviço dos anjos (om ele anuncia ao povo a hora da oração e ao coro a hora de entoar os hinos); o Santo Evangelho – o diácono deve anunciar a Palavra Sagrada de Deus, testemunhando a sua missão de servidor vivo por meio do serviço fraterno; e o turíbulo, vaso onde se queima o incenso –  de onde emana o perfume agradável que sobe em direção ao Senhor. Após, o Arcebispo e o Superior Provincial saudaram o novo diácono e a Divina Liturgia teve a sua continuidade agora com o Diácono Leomar servindo o altar.

Sob a orientação da Ir. Márcia Nahirnei, SMI, as crianças da catequese realizaram um pequeno teatro para homenagear o Diác. Leomar e a todos os consagrados e consagradas no final da Divina Liturgia. O Sr. Paulo Dubezkyj deu sequência às homenagens falando em nome da comunidade paroquial, os irmãos João Paulo Vitoriano e Marcos Chmilouski em nome da comunidade dos irmãos-estudantes da Ordem de São Basílio Magno e o Pe. Antônio Royk Sobrinho falou em nome de toda a Província Basiliana. Um momento de grande emoção para todos os presentes. E foi com o canto “О, Василіє Великий” que a celebração chegou ao fim.

Estiveram presentes, além dos já mencionados: Pe. Mário Marinhuk, OSBM, Superior do Mosteiro São Basílio Magno; Pe. Eufrém Krefer, OSBM, Pároco da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora; Pe. Elias Marinhuk, OSBM, Vigário Paroquial e Vice-Provincial da Ordem de São Basílio Magno no Brasil; Pe. Cristiano Silva, OSBM, Reitor da Catedral da Imaculada Conceição de Prundentópolis; Pe. Domingos Starepravo, OSBM, Mestre de Noviços da Ordem de São Basílio Magno no Brasil; Pe. Edson Ternoski, Reitor do Seminário São Josafat da Metropolia Católica Ucraniana de São João Batista; Diácono Romeu Smaha; Irmãs Basilianas; Irmãs Servas de Maria Imaculada; Catequistas do Sagrado Coração de Jesus; Irmãs Franciscanas de São José; familiares de Diác. Leomar; convidados e grande números de paroquianos.

 

Sobre o Diácono Leomar:

Natural de Nova Galícia, município de Prudentópolis/PR, desde criança dizia ao Pe. Mateus Krefer, OSBM, que queria ser padre. No ano de 2010 ingressou no Noviciado Assunção de Nossa Senhora dos Padres Basilianos, em Ivaí/PR e em 29 de junho de 2012, Solenidade de São Pedro e São Paulo, professou os primeiros votos e foi transferido para dar continuidade aos estudos em Curitiba. Após cursar Filosofia na FASBAM – Faculdade São Basílio Magno, iniciou os estudos teológicos no Studium Theologicum dos Padres Claretianos. Em 30 de janeiro deste ano professou, juntamente com o Ir. Marcos Chmilouski, OSBM, os votos perpétuos de pobreza, castidade e obediência ao Senhor Deus, na Ordem de São Basílio Magno.

Fotografias: Fabiana Mélani Tremba