No decorrer da história, iluminados pelo Espírito Santo, homens e mulheres, fundaram muitas famílias religiosas para atender as necessidades de cada época, entre eles, estavam o Metropolita José Rutskyi e São Josafat Kunzétvitch, reformadores da vida religiosa basiliana. Com o zelo destes homens, a Ordem de São Basílio tomou novos rumos e neste ano completa 400 anos de história e 120 anos de presença missionária no Brasil. Para comemorar este grande jubileu, os religiosos basilianos celebram de maneira solene pelos mosteiros e paróquias onde se encontram. No Brasil a abertura foi dada na festa de São Josafat de 2016, e no dia 25 de junho, festa do padroeiro, a comunidade de Ivaí foi sede deste memorável evento. No dia 24, Natividade de São João Batista, o candidato Alessandro Ostapczuk, da província Imaculada Conceição na Argentina, pelas mãos do superior provincial Pe. Antônio Royk, OSBM, e pelo mestre de noviços Pe. Domingo Starepravo, OSBM, recebeu o hábito basiliano, e escolheu para si o nome de Nicolas (Nicolau).

 

No domingo – festa do Sagrado Coração de Jesus, quando a comunidade ivaiense celebra seu padroeiro, os padres e irmãos basilianos celebram solenemente o seu jubileu. Com o badalar dos sinos, saindo em procissão do noviciado basiliano, o Bispo Eparca Dom Meron Mazur, OSBM, Pe. Antônio Royk, OSBM acompanhados dos padres e irmãos, se dirigiram até a praça para o primeiro ato deste dia, a inauguração da placa comemorativa pelo jubileu e pelos 100 anos da primeira Divina Liturgia celebrada em Ivaí pelo Pe. Marquiano Schkirpan, OSBM de saudosa memória. O desatamento da fita foi feito pelo Bispo, Provincial, Mestre de noviços, com o acompanhamento do prefeito da cidade Sr. Idir Treviso, que com este ato, fez em nome do poder público seu agradecimento pelo serviço dos religiosos basilianos a toda comunidade de Ivaí. Após o ato, os presentes se dirigiram para a frente da igreja, onde representantes de cada comunidade que constituem a paróquia, fez um breve histórico das comunidades. Assim, se deu início a Divina Liturgia pontifical, que foi cantada pelos irmãos estudantes de Curitiba, sob a regência do Ir. Marcos Chmilouski,OSBM. A esta solenidade se uniram as irmãs Servas de Maria Imaculada, Irmãs Basilianas, Catequistas do Sagrado Coração de Jesus e fiéis de diversas localidades. Ao término da Divina Liturgia, os basilianos receberam mais reconhecimentos: em nome da província São Miguel Arcanjo das Irmãs Servas de Maria Imaculada, Ir. Rosália Parastchuk, SMI       fez um belo agradecimento por toda a direção espiritual dos basilianos à esta congregação, o Sr. Antonio Caciano juntamente com a Ir. Rosa Kernitski, SMI fizeram uma comovente homenagem aos religiosos presentes. Igualmente, por ocasião do jubileu, foi concedida a indulgência plenária aos presentes. Terminadas as cerimônias religiosas, os convidados se dirigiram para o mosteiro para o almoço festivo.

 

Graças sejam dadas a Deus por este jubileu. A província de São José agradece a todos pelas orações, colaboração e apoio.

Diác. Estefano Wonsik, OSBM
Fotos: Ir. Jonas Chupel, OSBM